31 março 2007

Perante um cartaz destes, alguém se sentirá bem aqui?

Se eu fosse a algum lugar onde encontrasse um cartaz destes, interrogar-me-ia se estava lá bem, pois ficaria quase com a certeza de que as pessoas que lá vão, na sua maioria, são “sacrop”, ambientalmente incultas, indesejáveis.
Além disso, as pessoas, mesmo sentindo-se culpadas, não gostam de mensagens tão agressivas. È necessário educar e para tal o uso de termos como limpo e lixo não é muito eficaz. Uma linguagem mais “soft” seria mais adequada e até podia ser mais abrangente.
Limpas, presume-se que as pessoas venham para cá. Lixo é aquilo que as pessoas entendem que se destina a ser apanhado por alguém. Seria conveniente referir um valor que diga alguma coisa aos visitantes e fazer referência também à natureza e aos locais apropriados, porque Ponte de Lima pode dizer alguma coisa só a nós. Os outros estão de passagem.
O que está em causa aqui em Ponte de Lima é a defesa do ambiente e, se nós sabemos que muitos dos nossos visitantes vêem nas margens pouco cuidadas do nosso rio o local ideal para arremessar detritos e fazer as mais elementares necessidades, a mensagem podia ser:
Sejam ambientalmente cultos!
A urbanidade fica bem em qualquer lado!
Não abandonem o vosso lixo fora dos locais a ele destinados!
Não conspurquem a natureza!
O ruído também polui!

2 comentários:

dexignerz disse...

caro limiano frases como essas que voce preferia tem sido utilizadas na publicidade portuguesa a anos eee sem atingir objectivos uma campanha publicitaria so presta se der que falar , se entrar na cabeça do publico alvo , esta para quem nao sabe é a nova formula utilizada em publicidade , publicidade choc, agora se alguns limianos nao estam habituados a publicidade ...nao chame os seus headlines de cultura ou bom portugues porque eles certamente e em publicidade passariam despercebidos e gastaria-se o dinheiro da campanha em para alimentar publicitarios de picareta. como ja percebi a publicidade nao entrou ainda em ponte de lima bem eu so vou dar um ex abriram varias grandes superficies comerciais e claro estas tem grandes nomes da publicidade e marckting a trabalhar para elas , e mal se estabeleceram enviaram logo folhetos para casa dos limianos altas promoçoes cartoes de cliente,e os pobrezitos do comercio tradicional que nunca quiseram saber de pub. nem logotipo tinham assustaram-se e fizeram uns folhetos mt pobrezinhos pouco cuidados graficamente, criados por designers de picareta e nao afectaram nem uma mosca (nao ganharam nem um cliente a mais , mas perderam os que ja tinham ...bem isto vai acontecer com o resto do comercio tradicional, quando acordam ja é tarde. mt obrigado pela atençao

A.V.M.M. disse...

o meu comentario,a este cartaz da camara,tem a ver com lixo,mas e outro tipo de lixo,eu explico;estive em fevereiro em portugal,e pode constatar a degradacao em que estao as vermas,valetas ou sarjetas,como queiram,das nossas estradas,camararias,ou nacionais,com lixo que se farte.com terra,com silvas ,enfim uma miseria,tirando a agua dos enxurros,de onde havia de correr,para as estradas,causando danos nas mesmas,e dando mau aspecto c0om a quantidade de lixo acomulado.Pois queria chamar a atencao do sr,presidente da camara,que se preocupasse tambem com esse lixo,ressusssitando essa profissao tao estimada e valiosa,e ao mesmo tempo saudosa do sr.cantoneiro,quem nao se lembra daquelas figuras simpaticas,laborando a borda das estradas,deixando tudo limpo e desobestruido.E vergonhoso para quem nos visita,ver ver tantas silvas,arbustos e lixo,dando o aspecto de que tudo esta ao abandono.Por isso faco um apelo ao sr.presidente da camara,traga de volta os cantoneiros ao nosso concelho,ponha o vereador da tutela nas ruas a fiscalisar o nosso ambiente.E as pessoas faco um apelo nao deitem todo o tipo de lixo para as vermas das estradas,isso so reflete a educacao que temos,e a falta de cuidados,para com o ambiente.De um limiano atento.A.V.M.M.

Aqui pode vir a falar-se de tudo. Renegam-se trivialidades, mas tudo depende da abordagem. Que se não repise o que está por de mais mastigado pelo pensamento redondo dominante. Que se abram perspectivas é o desejo. Que se sustentem pensamentos inovadores. Em Ponte de Lima, como em todo o universo humano, nada nos pode ser estranho.

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Ponte de Lima, Alto Minho, Portugal
múltiplas intervenções no espaço cívico

"Big Man" 1998 (1,83 de altura) - Obra de Mueck

"Big Man" 1998 (1,83 de altura) - Obra de Mueck
O mais perfeito retrato da solidão humana